mais lucro
mais lucro

Fechar as contas no fim do mês e não ter lucro é o medo de qualquer empresário, afinal foram 30 dias dedicados ao negócio e ele acabou ficando no vermelho.

Se você está lendo este artigo quer dizer que está buscando formas de fazer com que seu negócio traga mais dinheiro, por tanto leia-o até o final pois iremos passar dicas de onde você pode estar errando e alternativas para lucrar mais.

1 – Número de clientes:

Esta é uma das maneiras mais óbvias para aumentar o faturamento da sua empresa, por isso muitos empresários se apegam neste fator e acabam não utilizando outras formas para aumentar o lucro.

Têm-se no imaginário coletivo de que se você conquista mais clientes você tem mais vendas, porém ter mais vendas não significa ter mais lucro. Tudo vai depender de como você conquistou este cliente.

Mas na maioria das vezes esta é sim uma forma eficaz de aumentar o lucro da sua empresa.

Agora eu te pergunto: o que você está fazendo hoje para atrair mais clientes?

Ter um bom produto ou serviço não é o suficiente, é preciso que as pessoas compreendam os seus diferencias e saibam porquê escolher você ao invés de seus concorrentes. Em contrapartida para que elas consigam compreender, você deve ter uma comunicação eficiente, por tanto deve desenvolver conhecimentos em marketing ou contratar alguma empresa especialista nesta área.

Você pode conferir um resumo do “O que é Marketing Digital?”. Basta clicar no link anterior e ele abrirá em uma nova guia, mas leia o artigo somente após acabar este aqui.

 2 – Frequência de compras:

Outra forma eficiente para aumentar a lucratividade do seu negócio é criar a necessidade de que seus clientes comprem seus produtos ou serviços mais vezes em menos tempo.

No caso de você vender produtos, existe a possibilidade de criar a venda casada, onde ao vender o produto “A”, você deve criar o produto “B” que é complementar ao primeiro. A função deste segundo produto é a de completar o objetivo da primeira compra.

No caso de você vender um serviço, você deve criar categorias. Afinal nem todos os seus clientes tem o mesmo problema, uns demandam de algo mais elaborado e outros de algo mais simples.

Por tanto ao separar isto em categorias você consegue aplicar o seu serviço em um maior público, e também melhorar a precificação de cada etapa.

Exemplo: O cliente “A” tem a necessidade de contratar o seu serviço até a etapa 2 que vai custar para ele R$ 2.000,00. E o cliente “B” precisa de algo mais elaborado e você terá que trabalhar até a etapa 5 que terá um custo de R$ 7.000,00.

Fazendo isso você consegue conquistar clientes menores, e caso outros clientes maiores quiserem um serviço completo ele te contratará por mais etapas.

3 – Ticket ou Preço Médio:

Esta é uma das questões mais complicadas de muitos negócios. Afinal, quanto vale o seu produto? Ou melhor, quanto vale o tempo que você investiu na produção do seu trabalho final?

Muitas pessoas têm um trabalho excelente, mas acabam tendo medo na hora de precificá-lo. O fato é que se você mostrar o valor agregado nele, e os seus diferenciais, o preço acaba não sendo o primeiro fator no fechamento do negócio, mas sim a transformação que seu trabalho causa.

Como assim?

As pessoas adoram comprar, mas os motivos destas compras muitas vezes são subjetivos, ou seja, você não consegue identificá-los fisicamente, mas sim através de emoções e sentimentos.

Por tanto você não deve utilizar uma linguagem racional com seu cliente, mas sim emocional, onde você fala sobre a transformação que o seu trabalho vai fazer na vida dele.

Feito isso você vai poder dar o seu preço sem medo, mas agora você deve definir quais transformações o seu produto ou serviço causa na vida dos seus clientes e passar a utilizá-las na sua conversa com eles.

Tipos de oferta:

Digamos que seu produto/serviço principal (o trabalho que você mais vende) custe            R$ 500,00 ao seu cliente, você terá as situações abaixo:

  • Down-sell: A maioria das pessoas que se interessam no seu trabalho, não dispõem de coragem ou de todo o dinheiro para comprar seu produto ou contratar seu serviço através da oferta principal, por tanto você deve oferecer uma segunda opção que se encaixe no seu orçamento. Algo que seja em torno de R$ 250,00, a metade da oferta principal, que poderá ser um serviço ou produto mais simples. Assim você aproveita melhor o número de interessados e consegue vender para mais pessoas.
  • Up-sell: O fato é que em torno de 20% das pessoas que aceitam de cara adquirir seu produto principal por R$ 500,00 estão dispostas a investir mais para terem mais vantagens e possibilidades com seu trabalho. Por tanto você deve ter um trabalho (produto ou serviço) que seja mais completo e ofereça mais benefícios e transformações ao seu cliente.
  • Cross-sell: Outra realidade é que uma parcela das pessoas que adquirem seu produto/serviço principal está disposta a investir em um treinamento para aprender a trabalhar com ele. Nesse caso você deve oferecer esta qualificação como algo complementar e aproveitar para vender mais coisas ao mesmo cliente.

Resumão:

Você sempre deve ter muito claro em sua mente que após a pessoa resolver comprar algo seu, você pode oferecer mais coisas a esta pessoa, pois ela não vai querer ficar atrás de outras pessoas e perder a oportunidade de comprar tudo que há de melhor para ela.

Após você pegar a prática em fazer mais ofertas para os seus clientes, você deve semanalmente fazer uma análise sobre os rumos do seu negócio e como você pode aumentar o seu faturamento sem perder qualidade no trabalho prestado. Afinal aumentando o número de clientes, aumentando também a frequência com que estes clientes compram de você, e com o aumento do valor médio do seu trabalho, você terá mais lucro. Porém você deve ser muito cuidadoso e saber distribuir seu tempo com prioridades.

Então aumentando a sua demanda de trabalho, talvez você deva criar a sua equipe ou começar a terceirizar alguns serviços para você somente se envolver em supervisionar.

Espero que tenha gostado do artigo, por isso é muito importante que deixe seu comentário com que ele te ajudou a entender melhor, só assim conseguiremos produzir mais conteúdos que você goste.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here